Comportamento

Meditação elimina sintomas do estresse

meditacao-elimina-sintomas-do-estresse

Estudo foi realizado pelo Hospital Albert Eintein com 70 pessoas que ocupam cargo de gerência, relata que dois meses de meditação elimina sintomas do estresse.

Palpitação, ansiedade, gastrite, impaciência e imunidade baixa, esses são alguns dos sintomas do estresse no corpo e na mente. Com a correria diária do trabalho, estudos, eventos sociais e tempo para a família é quase impossível se livrar de uma das doenças do século. Mas, um estudo realizado pelo Instituto do Cérebro do Hospital Israelita Albert Einstein mostra que em oito semanas de práticas regulares de meditação esses sintomas podem sumir.

meditacao elimina sintomas do estresseSegundo a psicóloga especialista em medicina integrativa, Lourdes Landeiro, a meditação funciona como uma forma de acalmar a mente durante a correria do dia. “O método sugere a busca da mente à uma atenção plena ao presente, dentro e fora do corpo aproveitando ao máximo o momento”, explica.

A constatação  que a meditação elimina sintomas do estresse veio por meio do estudo, que foi aplicado em 70 pessoas que ocupam cargo de gerência. Durante as oito semanas, os colaboradores participaram de práticas de relaxamento, respiração, atenção e meditação. Após serem submetidas a exames de ressonância magnética funcional, foi verificada uma mudança no padrão de funcionamento do cérebro dos gestores, que confirmaram a diminuição dos sintomas do estresse.

meditacao elimina sintomas do estressePara a coach de carreira Natália Landeiro, a meditação aplicada em técnicas de liderança, auxilia na gestão de conflitos e no estímulo a criatividade. “A prática ensina a se relacionar com suas emoções e pensamentos, se deixando levar por eles, mas sendo capaz de observá-los com curiosidade”, explica.

Clique aqui e veja mais máterias sobre comportamento

Fonte: Elo Comunicação

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Elayne Borel

Socia proprietária da WelcomeGroup e responsavel pelo grupo Mulheres de Negócios ES

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.