Circuito

Reaproveitamento de Materiais na Casa Cor 2018

reaproveitamento-de-materiais

Tendência no mundo da arquitetura e decoração, o reaproveitamento de materiais é uma das principais apostas dos arquitetos e urbanistas para compor os ambientes da Casa Cor ES 2018

O consumo consciente é hoje uma das maiores preocupações da sociedade contemporânea. A ideia passou a ser adotada por empresas de diversos segmentos e, atualmente, é um dos principais conceitos seguidos por arquitetos e urbanistas ao desenvolverem seus projetos. Na Casa Cor ES 2018, o reaproveitamento de materiais é uma das principais apostas dos profissionais responsáveis por assinar os ambientes, o que representa uma solução sustentável, ecofriendly e de baixo custo.

 reaproveitamento de materiaisNo Drink Bar, assinado pela arquiteta Caroline Zamboni, por exemplo, toda a parte metálica, como telhado e estrutura do espaço, foi construída com material reutilizado. Além isso, o totem de entrada do ambiente foi feito com o inverso da chapa de corte das cadeiras paramétricas para formar um painel. A técnica do reaproveitamento de materiais também foi utilizada pelo designer José Vicente Baião ao desenvolver as cadeiras mundo, localizadas na área mais viva do ambiente da arquiteta Caroline, próximo à cascata. Para produzi-las, o profissional usou metais de ferro velho.

reaproveitamento de materiaisA profissional também apostou no uso do container, que garante o reuso do material –geralmente descartado no meio ambiente – por diversas vezes, já que pode ser desmontado e transportado para outros terrenos. No projeto de Caroline, o container abriga a cozinha e já foi usado em outros eventos. “Para adequá-la à nossa proposta e conectá-la ao conceito do espaço, a estrutura foi personalizada pelo artista Raí Bolzan, com uma pintura especial que retrata o Convento da Penha”, explica.

A ideia do reaproveitamento também está presente na cozinha gourmet do “Refúgio do Tenista”, assinado pela arquiteta Cristiane Locatelli. Em um espaço cercado pela natureza, foi criado um grandioso balcão com ‘casqueiro’ do granito classico Ornamental Guidoni, material de aproveitamento do processo de beneficiamento dos blocos, que além da proposta sustentável resulta em peças rústicas e surpreendentes.

Sustentabilidade na construção civil

A onda verde também é tendência na construção civil e um projeto para ser considerado sustentável deve ter soluções conscientes desde a concepção, até a execução, ampliação, materiais, reforma e até mesmo na demolição. A construção verde além de amenizar os impactos à natureza, reduz os resíduos e utiliza com eficiência os materiais e bens naturais, como água e energia, gera menos manutenção e valoriza o imóvel. E é perfeitamente possível aliar sustentabilidade, estética, funcionalidade e design.

De acordo com o engenheiro civil da Guide Engenharia, Fabrício Depizzol, algumas soluções verdes para uma construção ser sustentável incluem captação e reaproveitamento de água de chuva e dos chuveiros, torneiras com arejador que podem economizar até 20% em relação às normais, descargas com fluxo duplo e painéis solares. “Alguns materiais que podem ser usados são madeira plástica, feita com plásticos recicláveis e resíduos vegetais, que seriam descartados; revestimento de bambu, que é sustentável e pode ser usado como revestimento; tinta mineral natural, bloco de adobe, tijolo prensado e energia solar fotovoltaico”, explica.

Fotos: Bruno Lira


 Thaís Tomazelli (RF Assessoria de Comunicação)

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Elayne Borel

Socia proprietária da WelcomeGroup e responsavel pelo grupo Mulheres de Negócios ES