fbpx
Destaque, Saúde

Quase 200 toneladas de resíduos recicláveis já ajudaram a gerar renda para associação de catadores de Serra

quase-200-toneladas-de-residuos-reciclaveis-ja-ajudaram-a-gerar-renda-para-associacao-de-catadores-de-serra

Mais de 185 toneladas de resíduos recicláveis foram destinadas nos últimos 10 anos e têm ajudado a transformar a vida de famílias integrantes do RecuperLixo, associação de catadores de materiais recicláveis e economia solidária sediada no bairro Jardim Tropical, no município de Serra.

O projeto de reciclagem começou a ser desenvolvido no Vitória Apart Hospital (VAH) em 2009 e, de lá para cá, tem gerado renda na comercialização dos resíduos para a associação e reduzido impactos no meio ambiente, já que diminui o consumo de recursos naturais, poupa água e energia e reduz a quantidade de resíduos destinados ao aterro sanitário. Ou seja, além de sustentável, a iniciativa também tem seu viés de Responsabilidade Social.

São recolhidos no Hospital para este projeto papel, papelão, plástico e metal, em recipientes identificados para coleta em pontos de maior produção. “Nas áreas administrativas, por exemplo, a maior demanda para a reciclagem é de papel. Já no Almoxarifado, é papelão. Cada setor contribui com a reciclagem de acordo com o seu perfil de geração de resíduos”, explica Dulciane Parteli Christ, analista Socioambiental do VAH.

Na associação, os resíduos são comercializados para empresas interessadas em utilizá-los como matéria-prima no processo de fabricação de novos produtos. O papel recolhido para a reciclagem, por exemplo, será comercializado para empresa interessada em utilizá-lo para fabricar um novo produto, cuja composição contenha papel. “Não necessariamente uma folha de papel A4 será transformada em folha de papel A4 reciclada, mas poderá vir a ser outro produto”, acrescenta.

Para mobilizar o maior número possível de empregados no projeto, o VAH realiza, quinzenalmente, treinamentos de integração dos novatos, além de treinamento institucional anual e campanhas de conscientização periódicas. “O objetivo é formularmos e alinharmos caminhos para promover a não geração de resíduos, ou pelo menos a minimização dessa geração e o reaproveitamento máximo do recurso, a fim de evitar os efeitos negativos sobre o meio ambiente e a saúde pública”, finaliza.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Karina Santos

Assistente de Jornalismo - WelcomePlanet

%d blogueiros gostam disto: