fbpx
Beleza e Estética, Circuito, Comportamento, Negócios

Turismo médico movimenta economia: gasto médio é de até U$ 12 mil

turismo-medico-movimenta-economia-gasto-medio-e-de-ate-u-12-mil

Cirurgião plástico Ariosto Santos destaca o potencial turístico e a qualidade médica como atrativos do Brasil no segmento

De acordo com dados do Ministério do Turismo, a entrada de turistas vindos dos Estados Unidos, Canadá e Austrália cresceu 25% entre junho e agosto de 2019, se comparado com mesmo período no ano anterior. Este segmento de mercado, segundo estimativas da Associação Brasileira de Turismo de Saúde (ABRATUS), tem o potencial de movimentar U$ 60 bilhões no país até 2030.

“Além de estrangeiros, recebemos uma demanda alta de brasileiros que vêm de fora para visitar a família e aproveitam para realizar cirurgias e procedimentos médicos. Além das custas com saúde, essa visita movimenta toda cadeia de turismo desde as passagens, translado, hospedagem, isso sem falar do lazer, restaurantes e passeios que também são realizados. Já tivemos casos de pacientes que vieram para fazer cirurgia e também aproveitou os desfiles das escolas de samba de Vitória”, comenta o cirurgião plástico, Ariosto Santos.

De acordo com a Associação, 86% destes turistas de saúde vêm acompanhados por parentes ou familiares, contribuindo para o fomento da economia local e serviços de turismo. No Espírito Santo, estatísticas informais indicam que o gasto médio em viagens voltadas à realização de procedimentos médicos varia entre U$ 10 mil a U$ 12 mil.

Ariosto Santos – cirurgião plástico

Ariosto destaca que os períodos de alta do turismo de saúde são entre os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, que são meses mais frios no hemisfério norte; e entre junho a agosto, que é a época de férias escolares na Europa e Estados Unidos.

Brasil em 1º lugar

De acordo com levantamento realizado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica e Estética, o Brasil ficou em 1º lugar no ranking dos países que mais realizaram procedimentos relacionados à plástica e estética em 2018: foram 1.498.327. Entre as cirurgias mais realizadas, estão as relacionadas à mama e representam mais de 1/3 do número total realizado no país, mais de 535 mil.

Dada à importância e volume de cirurgias de mama realizadas no Brasil, este é o tema escolhido para a 33ª Jornada Centro-Oeste de Cirurgia Plástica, que será realizado entre os dias 19 e 21 de março, em Vitória. A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Espírito Santo (SBCP/ES) será a anfitriã desta edição.

 

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Marcia Lima

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: