fbpx
Beleza e Estética, Circuito, Destaque, Saúde

Alectomia: a cirurgia que corrige as abas nasais

alectomia-a-cirurgia-que-corrige-as-abas-nasais

Já ouviu falar em cirurgia para corrigir ou reduzir o tamanho ou formato das abas nasais? Estamos falando da Alectomia, que é a cirurgia é feita para deixar as abas nasais mais simétricas. Conversamos com o cirurgião plástico, Adriano Batistuta que tirou todas as dúvidas sobre o tema.

1 – O que é a Alectomia?

É o nome dado a cirurgia feita para reduzir ou deixar mais simétricas as abas, ou asas nasais. Acho importante mencionar que tanto o formato do nariz quanto as asas nasais são completamente normais e funcionais, portanto não se trata de uma imperfeição, apenas uma característica física que em alguns casos a pessoa deseja mudar para obter uma proporção nasal mais harmônica e simétrica.

2 – Como é feita?

Para modificar o tamanho faz-se uma redução das asas nasais. Pode ser realizada com a anestesia local ou com sedação venosa. Depois de anestesiada é feita uma resseção, removendo parte da pele das laterais das narinas, para reduzir a abertura nasal, depois é feito o reposicionamento dos tecidos. A cicatriz fica bem discreta, pois fica localizada na parte de baixo do nariz.

A quantidade de pele removida é calculada de acordo com os traços faciais do paciente. As narinas devem ficar com uma largura mais harmônica, em relação ao restante do rosto. É muito importante manter as características da pessoa, as suas feições devem ser preservadas.

3 – Quais são os critérios para indicação da Alectomia?

Não existe indicação, já que não há prejuízos funcionais. Esse tipo de cirurgia é geralmente estética, se a pessoa se sentir incomodada com o tamanho do seu nariz. Costumamos avaliar o nariz como proporcional quando ele está contido entre duas linhas imaginárias que passam pelo canto interno de cada um dos olhos, perpendicular ao solo, estas linhas são denominadas linhas  intercantais.  As asas do nariz devem estar junto a esta linha ou no máximo a 1-2 mm de sua localização para que o nariz seja considerado proporcional.

4 – Como é a recuperação?

A recuperação é super tranquila já que não há fraturas ósseas. Praticamente não há edemas locais, nem dor e o incomodo é discreto, facilmente resolvido com medicações analgésicas e anti-inflamatórias. Antibióticos também são prescritos para evitar infecções subjacentes. A retirada dos pontos é feita após cinco dias.

6 – Como costuma ser o pós-operatório?

Durante os três primeiros meses após a cirurgia de alectomia, deve-se evitar a exposição solar prolongada e utilizar protetor solar para evitar o escurecimento da cicatriz. Após três dias já pode retomar o trabalho e atividades cotidianas, e após 30 dias já libero para atividades físicas.

7 – Costuma haver dor? O paciente precisa dormir com a cabeça elevada por 30 dias?

Quase não há dor, quando existe é bem pouca e facilmente resolvida com analgésicos. Costumo indicar compressas geladas e dormir com a cabeça um pouco elevada em relação ao corpo por alguns dias.

8 – Existe contraindicação para a realização da cirurgia? Quais são?

A única contraindicação é realizar a cirurgia em pessoas já tem abas menores, pois pode prejudicar a respiração.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Karoline Fabroni

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: