fbpx

Procurando Categorias:Beleza e Estética

ensaio-boudoir-ajuda-mulheres-a-enxergarem-sua-beleza-natural-e-a-superarem-desafios

Muito além das fotografias, o ensaio boudoir tem a proposta de valorizar o que as mulheres são, sua beleza natural, torná-las empoderadas ou mesmo resgatar a autoestima depois de passarem por problemas diversos

Você provavelmente já deve ter ouvido falar do ensaio ou da fotografia boudoir, que durante um tempo foi muito procurado por noivas que realizavam um ensaio íntimo e mais ousado para presentear o noivo no dia do casamento. Entretanto, recentemente, as mulheres têm descoberto que esse estilo de foto também pode ser feito para si mesmas, como forma de reconhecer ou resgatar sua beleza natural, sua liberdade de se expressar, como explica a fotógrafa capixaba Jociane Bristt, especialista no ensaio boudoir.

“Além delas guardarem recordações de si mesmas ou presentear o namorado ou marido, o que tenho visto atualmente são mulheres que vêm em busca de resgatar o amor próprio, dar um ‘up’ na autoestima, com vontade de se sentirem empoderadas, não apenas querendo se enxergar mais bonitas, mas mais fortes”, comenta Jociane.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quando se pensa ou fala em fotografias boudoir, as pessoas logo imaginam modelos com corpos perfeitos que se encaixam em um padrão longe da realidade de muitas mulheres. A fotógrafa esclarece que não usa programas para edição das fotos, pois esses ensaios não têm como objetivo mostrar uma mulher de capa de revista feminina, mas sim a verdadeira mulher: com curvas às vezes mais ressaltadas, com os cabelos naturais e com o corpo natural, sem efeitos do computador.

“No que diz respeito ao resgate da autoestima feminina, a fotografia é a validação do que elas querem ser e são, mas não conseguiam ver. Mulheres de todos os tipos de corpos, rostos, personalidades e sonhos fazem do boudoir seu espaço íntimo onde entram em contato consigo mesmas, com sua beleza e se sentem como deveriam ser: verdadeiramente lindas!”, conclui Jociane.

Um exemplo é a assistente social Fernanda Flores, de 37 anos. Através da indicação de uma amiga decidiu fazer o ensaio, que além de ter um motivo especial teve um ‘plus’ que a encorajou ainda mais a fazer as fotografias. “Eu passei por um processo de separação, há cerca de um ano, e foi uma situação complicada porque eu estava em uma relação abusiva e mexeu muito com minha autoestima. Eu conversei com minha mãe e disse que tinha me sentido atraída pela proposta e que estava desejosa a fazer algo que tivesse a ver com meu pertencimento em relação a ser mulher. Minha mãe, de 60 anos, que é muito animada e audaciosa, decidiu fazer o ensaio comigo. Como ela também estava num processo complicado em relação a autoestima, resolvi presenteá-la”, relembra Fernanda.

Ela ainda comentou que o ensaio boudoir não é apenas para as audaciosas, são para as que querem se permitir, sentir-se mulher, querem ver além do corpo, ver a imagem da mulher que a gente representa. “Fiquei muito feliz com o resultado das fotos e ainda mais satisfeita com o processo todo, pois eu me permiti estar naquele momento, vivenciando tudo aquilo, foi mágico. As fotos ficaram lindas, eu tenho maior orgulho de ter feito elas. É um presente para além da fotografia, é mais que um registro, é um presente para o meu ser mulher, um redescobrir, um novo jeito de me olhar e de me permitir”, conclui.

Para a advogada Josania Pretto, de 47 anos, a decisão do ensaio foi também por indicação de uma amiga. Porém, ela teve uma experiência diferente durante o ensaio. “Por eu já ter sido modelo eu tinha uma visão de que ia tirar de letra, mas no momento do ensaio eu fiquei bem inibida, muito mesmo, cheia de vergonha, acho que é porque eu estava com a sensação de que eu estava me despindo. Mas aí com o passar das horas e dos cliques, a Jo foi me dando segurança e eu fui me soltando e ela foi fazendo as coisas acontecerem de uma forma mais leve”, conta Josania.

A ex modelo lembrou da sensação de quando viu as fotos pela primeira vez. “Fiquei espantada, de admiração por mim mesma, de alegria, de emoção, de euforia, fiquei tremendo, me arrepiei, foi emocionante. Eu sou bem resolvida comigo mesma, tenho uma boa autoestima hoje em dia. Mas por meio dessas fotos eu vi que eu sou um mulherão, que eu sei que eu sou, mas nelas eu consegui visualizar isso e foi incrível poder reafirmar minha beleza com esse ensaio”, exclama.

0 Comentários
Compartilhe