fbpx
Circuito Brasil, Cliente Brasil, Comportamento, Destaque, Mulheres de Negócios, Papo Sério, Saúde, Sem categoria

Cuidados indispensáveis para se proteger do coronavírus

cuidados-indispensaveis-para-se-proteger-do-coronavirus

Farmacêutica alerta sobre uso de acessórios como anéis e relógios e fala sobre o tempo certo de lavagem das mãos

Enquanto ainda não existe uma vacina ou tratamento específico para o COVID-19, uma das melhores maneiras combater o vírus é fazer a higienização das mãos e superfície corretamente.

O combo água e sabão é o jeito mais simples de se prevenir. Mas apenas 5% das pessoas lavam a mão corretamente, segundo estudo do Michigan State University, nos Estados Unidos. A maioria faz a higienização em apenas 6 segundos, tempo insuficiente para a ação contra o vírus. Segundo a farmacêutica Luiza Scardua, da Globo Fórmula, o ideal é lavar as mãos durante 40 a 60 segundos com água e sabão. Se for utilizar o álcool 70%, o tempo necessário vai de 20 a 30 segundos para eliminar os microorganismos.

Luiza Scardua, farmacêutica e proprietária da Globo Fórmula

Um detalhe importante, e que muitas vezes passa batido, é o uso de acessórios. Adornos como anel, relógio e pulseira comprometem a higienização adequada das mãos e podem favorecer a transmissão do vírus Covid-19. “O recomendado é não usar nada. Se for mesmo usar, o acessório precisa ser limpo com frequência, também com água e sabão ou álcool 70%”, orienta Luiza Scardua.

O uso correto do álcool

A porcentagem de 70% do álcool é a mais indicada. Essa quantidade é fundamental, já que uma proporção menor de álcool pode não ser efetiva e ele puro não consegue penetrar na parede celular e explodir o microorganismo. “Essa porcentagem de 30% de água é muito essencial. Ou seja, o álcool muito puro ou bastante diluído não funciona”, alerta a farmacêutica.

E na hora de usar o álcool 70%, todo cuidado é pouco, principalmente quem tem criança em casa. É preciso usar o produto de forma segura, já que é uma concentração alta e por isso muito inflamável. “Evite usar álcool em gel nas mãos e em seguida acender o fogão, por exemplo. A mão pode inflamar, é preciso ficar atento e utilizar de forma correta para não causar acidentes”, afirma Luiza.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Marcia Lima

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: