fbpx
Circuito Brasil, Comportamento, Destaque, Negócios

Mais barato que financiamento: consórcios de veículos crescem 21,5% no país

mais-barato-que-financiamento-consorcios-de-veiculos-crescem-215-no-pais

No consórcio, o consumidor não leva o veículo de imediato para casa, no entanto, parcelas menores e a longo prazo estão entre as vantagens

Em época de juros altos, aqueles que têm o desejo de adquirir um imóvel ou veículo podem driblar o momento ruim da economia ao optar por um consórcio. De acordo com dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (Abac), divulgados em fevereiro, os negócios com consórcios cresceram 21,5% no Brasil no ano passado, quando comparado a 2019, e totalizaram R$ 163,63 bilhões. São mais de 7 milhões de participantes ativos.

Desses, a maior presença de participantes é no setor de veículos (3,84 milhões de participantes), seguido dos setores de motocicletas (2,29 milhões) e imóveis (1,04 milhão). Mais barato que financiamento, essa modalidade de investimento facilita a aquisição de um bem de custo elevado porque não cobra entrada ou juros, e oferece prazos maiores com prestações mais suaves. É o que explica a assessora de investimento da Golden Investimentos, Rogéria Machado.

“A principal vantagem do sistema de consórcio é o custo, pois diferente do financiamento, no consórcio não se cobra juros e sim uma taxa de administração, que é infinitamente menor que as taxas bancárias, e é paga direto para a concessionária ou empresa responsável pela gestão do grupo”, explica. Segundo a especialista, o consórcio também está sujeito à aprovação de crédito, e nada mais é que a formação de um grupo onde, juntos, com uma parcela mensal, criam um fundo do qual todos eles poderão utilizar para adquirir um bem.

“É uma alternativa boa para quem não tem pressa, pois o consumidor não leva o veículo de imediato para casa, tem que esperar ser contemplado. E como qualquer outra compra, o consórcio exige planejamento, sim! O consorciado tem que assumir parcelas que cabem no seu orçamento familiar. Dessa forma, a modalidade incentiva o uso dos recursos para a realização do sonho, funcionando também como uma “blindagem” contra compras sem necessidade e planejamento”, ressalta Rogéria Machado.

Segundo Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac), as taxas de juros das operações de crédito para pessoas físicas subiram 2% em relação ao mesmo período de 2020 (5.79%). Se as taxas de juros têm assustado os compradores, as administradoras de consórcios têm aproveitado o momento. Eduardo Amorim é consultor de vendas da Moto Vix Honda, concessionária de motos do Estado que tem consórcio próprio.

Ele elenca mais vantagens: “além do custo baixo, as condições de parcelamento são a longo prazo. O primeiro pagamento é na primeira parcela, quando o cliente é adicionado ao grupo e começa a participar das assembleias. Aí o consorciado vai quitando as parcelas até ser contemplado em sorteio ou até que tenha um valor para dar de lance”, afirma. Na Moto Vix, é possível fazer uma simulação de consórcio direto no site da empresa, escolhendo modelo e a versão desejada. Ao todo, a concessionária oferece cinco planos diferentes.

Ainda segundo o consultor, os planos “Multichance” e “Conquista” são um dos mais procurados, porque eles proporcionam uma grande quantidade de contemplados por sorteio, podendo chegar a 26 ganhadores de uma só vez. “É a oportunidade de adquirir uma moto 0km sem ter que esperar muito por isso, e mantendo todas as facilidades no pagamento”, destaca e faz um alerta: “Fique atento na hora de escolher o seu consórcio. Procure empresas reconhecidas e sempre verifique se o consórcio tem registro no Banco Central”, orienta Amorim.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Maria Cardoso

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: