fbpx
Beleza e Estética, Destaque

O melasma e as sardas aumentaram na sua pele após o verão? É possível tratar e diminuir essas manchas

A exposição excessiva ao sol pode causar inúmeros danos à pele do rosto e do corpo. Alguns desses danos são os melasmas, manchas escuras que podem aparecer de repente e, principalmente, em mulheres, pelo uso de anticoncepcionais e gravidez. Além disso, ainda existem as sardas, que costumam aparecer na adolescência e muitas pessoas consideram, inclusive, um charme.

As sardas costumam aparecer em áreas da pele onde o sol queima com facilidade: ombros, nariz, maçãs do rosto, colo, braços e pernas. “As efélides, popularmente chamadas de sardas, são manchas que surgem devido ao aumento de melanina na pele”, explicou a dermatologista Karina Mazzini. A melanina é o pigmento que dá cor à pele e é ativada pela exposição solar.

Já o paciente com melasma normalmente possui uma certa predisposição, segundo a dermatologista. “Além disso, o surgimento das manchas também está relacionado com o excesso de radiação solar, alterações hormonais da gravidez e de pílulas anticoncepcionais”, esclareceu Karina.

Para tratar essas manchas, que muitas vezes incomodam e tendem a aumentar, a dermatologista prepara um protocolo personalizado com combinação de lasers. “Existem vários tipos de pele, várias manchas e vários fatores que podem levar ao surgimento delas. Cada paciente é único e é preciso desenvolver um tratamento adequado, as vezes com dois ou três lasers em uma mesma sessão”, afirma ela.

Entre as novidades no mercado, o laser de thulium é a grande aposta para combater manchas de pele, como o melasma. “Existem outros lasers indicados para esse tipo de problema, mas a vantagem do laser de thulium é que ele clareia a pele e também ajuda na formação do colágeno”, diz Karina.

Outra opção que vêm dando ótimos resultados é o laser 1064, ideal para peles mais sensíveis porque tem efeito suave, mas eficiente, diminuindo as chances de que as manchas voltem a aparecer. 

Segundo a dermatologista Karina Mazzini, para tratar o melasma ainda há a opção do drug delivery digital, que permite a penetração de ativos na pele através de microperfurações. Assim, injeta-se o clareador dentro da mancha.

“Temos também os tratamentos home care, que são aqueles feitos em casa por meio de cremes clareadores para sardas ou melasmas. É preciso identificar a rotina do paciente para desenvolver a melhor maneira de tratá-los”, explica a médica.

E, como forma de prevenção, o filtro solar é indispensável todos os dias. Apesar de as sardas e o melasma serem benignos e não causarem nenhum mal à saúde, o filtro solar ajuda a proteger a pele de queimaduras, rugas e, principalmente, a evitar o câncer de pele e o aumento das manchas.

Comentários

0 Comentários
Compartilhe

Criar Comunicacao

Gostou do artigo? Deixe aqui seu comentário.

%d blogueiros gostam disto: